Feedback Imprimir

Conexão com Google Cloud PostgreSQL

Se você não tiver os drivers PostgreSQL PDO, PostgreSQL 7 ou acima, PostgreSQL 6.4 ou acima e PostgreSQL 6.3 ou abaixo habilitados, verifique abaixo nossa documentação de como habilitar ambos no Scriptcase para conexão.

ATENÇÃO: Se você não possuir uma base de dados no Google Cloud criada, verifique como realizar a criação clicando aqui.

Criando uma conexão com o Scriptcase

Veja abaixo como criar uma conexão em seu projeto do Scriptcase, utilizando o Driver habilitado (PostgreSQL PDO, PostgreSQL 7 ou acima, PostgreSQL 6.4 ou acima e PostgreSQL 6.3 ou abaixo.) e o banco de dados Google Cloud PostgreSQL.

1 - Acesse um projeto do seu Scriptcase.

2 - Clique no ícone Nova Conexão para criar uma conexão

Criando uma nova conexão

ou acesse o menu Banco de Dados > Nova conexão.

Criando uma nova conexão

Após isto, será exibida uma tela com todas as conexões de banco de dados.

3 - Selecione a conexão Google Cloud.

Selecionando a conexão ao banco de dados

4 - E escolha o banco de dados Google Cloud Postgres.

Selecionando o banco de dados

Conexão

Informe os parâmetros para conexão ao seu banco de dados Google Cloud PostgreSQL da seguinte forma:

Conectando ao banco de dados

  • Nome da conexão: Defina o nome de sua nova conexão. Por padrão, o Scriptcase adciona o prefixo conn juntamente do nome do banco de dados.

  • Driver do SGDB: Selecione o Driver PostgreSQL para conexão. Neste exemplo, utilizamos o Driver PostgreSQL PDO.

  • Servidor do SGDB: Informe o ip ou domínio do servidor Google Cloud onde o banco de dados está instalado.
  • EX: domain.com ou 192.168.254.178

  • Porta: Informe a porta para conexão. Por padrão, a porta definida é 5432.

  • Esquema: Informe o esquema para conexão com o banco de dados.

  • Base de Dados: Liste e selecione o banco de dados que você irá se conectar.
  • EX: samples

  • Usuário: Informe o usuário para autenticar a conexão com o seu banco de dados.

  • Senha: Informe a senha para concluir o processo de autenticação.

  • Testar conexão: Clique neste botão para obter uma reposta da requisição do Scriptcase para saber se os parâmetros informados estão corretos.

Testando a conexão ao banco de dados

Filtro

Acessando esta aba, você pode configurar quais itens do Banco de Dados serão exibidos na conexão, podendo depender ou não do proprietário.

Filtrando a conexão do banco de dados

Exibir


Permite que a conexão possa enxergar tabelas, views, tabelas do sistema e procedures dependendo dos itens selecionados pelo usuário. Por padrão, os itens Tabelas e Views já são selecionados pelo Scriptcase.

  • Tabelas: Selecionando esta opção, as tabelas da sua base de dados serão exibidas.
    • Por padrão, o Scriptcase habilita esta opção.

  • Views: Selecionando esta opção, as views da sua base de dados serão exibidas.
    • Por padrão, o Scriptcase habilita esta opção.

  • Tabelas do Sistema: Selecionando esta opção, as tabelas do sistema da sua base de dados serão exibidas.

  • Procedures: Selecionando esta opção, as procedures da sua base de dados serão exibidas.

Filtros


Permite definir quais tabelas e proprietários serão exibidos.

  • Tabelas: Você pode definir nesta opção quais tabelas serão exibidas. A configuração pode conter um PREFIXO% ou nome das tabelas para exibição.
    • Por padrão, o Scriptcase deixa esta opção vazia.
    • EX:

    Exemplo da utilização do prefixo


  • Proprietário: Informe o usuário que enxerga as tabelas informadas para exibição.
    • O usuário deve estar em maiúsculo como no exemplo acima.

  • Exibir: Escolha se as tabelas do proprietário informado serão exibidas.

NOTA: Ao utilizar a filtragem de tabelas, você elimina tabelas desnecessárias para o seu projeto e melhora a performance da conexão do seu banco de dados.

Avançado

Nesta aba, você tem acesso a configurações específicas para a conexão. As configurações realizadas nesta sessão impactam na exibição dos dados e performance das aplicações.

Configuração avançada da conexão do banco de dados

  • client_encoding: Selecione a codificação utilizada no seu banco de dados. No exemplo acima, utilizamos o client_encoding utf8.
    • Por padrão, é setado o charset utf8.

  • Separador De Decimal: Selecione o tipo do separador dos registros decimais, entre vírgula e ponto.
    • Por padrão, é selecionado o ponto . como separador.

  • Conexão Persistente: Defina se as conexões serão encerradas após a execução dos seus scripts nas aplicações do Scriptcase.
    • Por padrão, o Scriptcase desativa esta opção.

  • Usar o esquema antes do nome da tabela: Defina se o esquema do banco de dados será exibido antes dos nomes das tabelas.
    • Por padrão, o Scriptcase ativa esta opção.

Dúvidas ou Problemas de Conexão?

Contacte o nosso suporte em caso de problemas de conexão ou dúvidas a respeito deste banco de dados.