Feedback Imprimir

Linux

Nota: Se for necessário a utilização de Identificadores de banco de dados em suas tabelas, recomendamos a utilização das aspas duplas ( ) ao invés dos colchetes ( [ ] ) devido ao conflico com a sintaxe das variáveis globais do Scriptcase. Utilizar os colchetes como Identificadores de banco de dados, poderá acarretar em problemas no funcionamento das aplicações do Scriptcase.

Configurando o PDO DBLIB

O Scriptcase fornece o driver PDO DBLIB pré-configurando, faltando apenas a instalação do unixOBDC, do FreeTDS e a configuração da instância para que seja possível realizar a conexão.

Nota: Certifique-se que você já possui a extensão do PDO DBLIB para PHP habilitado. Caso você tenha feito a instalação do Scriptcase manualmente, você pode instalar a extensão PDO_DBLIB com este comando no terminal:

Distribuição Comando
Ubuntu sudo apt-get install php7.0-pdo-dblib
RHEL\CentOS sudo yum install php70w-pdo_dblib

Caso este comando não funcione diretamente, você pode procurar o pacote correto relativo ao pdo_dblib com o comando: sudo yum search php70w

Abaixo podemos visualizar os passos necessários para conexão com o scriptcase:

1. Através do terminal, como super usuário, devemos instalar os pacotes abaixo:


Distribuição Comando
Debian 9 ou menor sudo apt-get install unixODBC unixODBC-dev gcc nano wget make
Debian 10 sudo apt-get install unixodbc unixodbc-dev gcc nano wget make
Ubuntu sudo apt-get install unixodbc unixodbc-dev gcc nano wget make
RHEL\CentOS sudo yum install unixODBC unixODBC-devel gcc nano wget make
Suse\OpenSuse sudo zypper install unixODBC unixODBC-devel gcc nano wget make

2. Realize o download do FreeTDS:


wget http://cdn1.netmake.com.br/download/freetds-0.95.95.tar.gz

3. Descompacte o FreeTDS:


tar -zxf freetds-0.95.95.tar.gz

4. Acesse a pasta do FreeTDS:


cd freetds-0.95.95

5. Realize a configuração do pacote FreeTDS:


sudo ./configure --with-tdsver=7.4 --with-unixodbc=/usr --disable-libiconv --disable-static --disable-threadsafe --enable-msdblib --disable-sspi --with-gnu-ld --enable-sybase-compat && make && make install

6. Edite o arquivo de configuração do FreeTDS:


Distribuição Comando
Debian\Ubuntu sudo nano /usr/local/etc/freetds.conf
RHEL\CentOS sudo nano /usr/local/freetds/freetds.conf
Suse\OpenSuse sudo nano /usr/local/freetds/freetds.conf

Exemplo de configuração:


[SQLServer]
host = 192.168.254.171
instance = SQLEXPRESS
port = 1433
tds version = 7.0

Exemplo de configuração do DBLIB

Nota: Deve-se utilizar o nome “SQLServer” (que é o nome do DNS do FreeTDS no exemplo) no item “Servidor do SGDB” para realizar a conexão ao seu banco de dados SQLServer.

Criando uma Conexão no Scriptcase

Após acessar um projeto do seu Scriptcase, clique no ícone para criar uma nova conexão ou acesse o menu “Banco de Dados > Nova Conexão”

Criando uma nova conexão

Após isto, será exibida uma tela com todas as conexões de banco de dados. Selecione a conexão “MSSQL Server”.

Selecionando a conexão ao banco de dados MSSQL Server

Conexão

Neste momento deverá ser informado os dados para conexão ao seu banco de dados:

Conexão com Scriptcase - DBLIB

Nome da conexão:

Defina o nome de sua nova conexão.

Driver do SGDB:

Permite definir se o modelo do SGDB é Native SRV PDO, Native SRV ou ODBC.

Servidor do SGDB:

Insira o IP\INSTÂNCIA do servidor onde está localizado o banco no Linux.

Porta:

Informe o número de porta para conexão no seu Linux.

Usuário:

Informe o usuário para conseguir acesso ao banco no seu Linux.

Senha:

Informe a senha para conseguir acesso ao banco no seu Linux.

Base de Dados:

Clique em “Listar base de dados” e selecione a base de dados desejada.

Testar conexão:

Exibirá se a conexão foi realizada com sucesso ou não.

Filtro

Ao acessar esta aba podemos configurar quais tabelas serão exibidas na conexão:

Filtrando a conexão do banco de dados MSSQL Server

Exibir

Permite a exibição de filtros nas tabelas, views, tabelas de sistema e procedures.

Tabelas

Permite configurar a exibição das tabelas de sua base de dados.

Views

Permite configurar a exibição das Views de sua base de dados.

Tabelas do Sistema

Permite configurar a exibição das tabelas do sistema de sua base de dados.

Procedures

Permite configurar a exibição das Procedures de sua base de dados.

Filtros

Permite definir quais tabelas e proprietários serão exibidos.

Tabelas

Permite configurar um prefixo (prefixo%) ou nome de tabelas para exibição.

Proprietário

Permite configurar o proprietário de tabelas para exibição.

Exibir

Permite configurar se será exibido ou não a configuração de tabelas e proprietários.

Avançado

Para mais detalhes na configuração da conexão do banco da dados clique na aba Avançado:

Configuração avançada da conexão do banco de dados MSSQL Server

Separador de decimal

Selecione o tipo do separador, entre vírgula e ponto.

Conexão Persistente

Conexões persistentes são conexões que não fecham quando a execução do seu script termina.

Usar o esquema antes do nome da tabela

Permite a utilização de schemas antes dos nomes das tabelas.

Conexão com Microsoft Azure

Para realizar a conexão com o banco Microsoft AZURE, é preciso realizar um método de conexão diferente do padrão. Utilizaremos uma string para fazer a conexão com o Scriptcase.

Nota: Caso você não informe o banco de dados na string de conexão, a recuperação das tabelas será incorreta.

Verifique o exemplo da string de conexão abaixo:


prefix.database.windows.net;dbname=NAMEDB;version=7.0;charset=ISO-8859-1

Exemplo da conexão com o Scriptcase:


Conexão AZURE